Clubes de tiro registram  aumento da presença feminina

Mineiras disparam contra o preconceito e aderem cada vez à modalidade  em busca de aliviar o estresse do dia a dia e incrementar o autocontrole.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

A empresária e influencer mineira Lara  Batista tem uma rotina agitada. Além de administrar duas lojas em Belo Horizonte e alimentar suas redes sociais com seu lifestyle para mais de 118 mil seguidores, não abre mão de praticar seu esporte predileto: o tiro esportivo.

“Sempre quis ser boa de mira e me desafiar, sem contar a adrenalina que também me encanta. Desde novinha eu já gostava de filmes de ação, meu preferido era Lara Croft”, lembra. À medida que a vida adulta foi chegando, o interesse pelo mundo dos tiros aumentou. “Nunca quis ser uma policial ou algo do tipo, então, pesquisei sobre o tiro esportivo e ali me encontrei”, revela.

Atualmente, Lara faz parte do quadro de cerca de 1.200 afiliados do Clube de Tiro BH. E, conforme o presidente da instituição, Lúcio Cardoso Júnior, a presença de mulheres vem crescendo cada vez mais por lá.

“Durante a pandemia, vimos um aumento em torno de 40% no número de mulheres praticando esse esporte. Aqui, elas buscam aprender a defender a si mesmas, seu patrimônio e sua família, além de usufruírem dos diversos benefícios que essa modalidade proporciona”, acredita.

Para Lara, por exemplo, o tiro esportivo trouxe verdadeiras lições. “O tiro me dá a sensação de fortaleza: tenho uma arma nas mãos que eu tenho total domínio sobre ela. Sinto poder, adrenalina e autocontrole. Além disso, o tiro me ajudou a ser mais focada e paciente, que é exatamente o que preciso ser na hora de atirar. Aprendi com o tiro que, assim como na vida, se você não tiver foco, você erra o alvo”, conta.

Empoderamento

Apesar de ser uma modalidade já bastante difundida, presente até mesmo nas Olimpíadas, o tiro esportivo ainda sofre algum preconceito, especialmente quando praticado por mulheres. “Infelizmente ainda há pessoas que não conseguem entender essa prática como esporte, assimilam muito à violência e também à política”, revela Lara.

O presidente do Clube de Tiro BH,  porém, esclarece que a modalidade, além de ser totalmente independente de qualquer crença ou posicionamento político, é segura e regulamentada. “Trata-se de um local fiscalizado e regido pelo Exército Brasileiro. Sendo assim, temos obrigação de dar toda segurança que nosso filiado precisa, com instrutores totalmente capacitados para acompanhar e ensinar desde o primeiro contato com a arma até os cursos mais avançados”, explica. Há quem diga que o aumento do interesse  das mulheres pelo tiro esportivo é resultado do empoderamento feminino. Mas, para Lara, o processo é inverso. “Acredito que o empoderamento veio antes da prática de tiro, pois foi ele que possibilitou a nós, mulheres, termos acesso a esse esporte, que antes era comum aos homens”, afirma. Mulheres empoderadas não faltam nos estandes frequentados por Lara. “As minhas amigas todas têm vontade de atirar, algumas já foram e até fizeram o curso. Vejo que o número de mulheres aumentou bastante, pois é comum chegar ao clube e ver várias atirando. Tem até um dia que é exclusivo para elas – e lota”, conta.

Para as interessadas em começar a praticar o esporte, vale lembrar que é necessário ser maior de 18 anos e não possuir antecedentes criminais. Além disso, segundo Lúcio, é preciso ter um Certificado de Registro emitido pelo Exército. “Todo o processo é feito pelos despachantes do Clube, até a aquisição da sua própria arma”, diz. De acordo com Lara, todo o investimento vale a pena. “Quando estou estressada, chateada ou algo assim, vou para o Clube de Tiro e dou uma descarregada. Saio de lá leve, pronta para outra”, conclui.

Serviço

Clube de Tiro BH
Local: Rua Cesário Alvim 1.100, Padre Eustáquio;
Filiação ao clube (anuidade): R$ 550,00;
Curso básico para Iniciantes: R$ 550,00;
Disponibiliza serviço de despachantes para processos de aquisição de armas;
Telefone: (31) 98244-8962;
Saiba mais: www.clubedetirobh.com.br

 

Fonte: https://cidadeconecta.com/clubes-de-tiro-registram-%EF%BB%BF-aumento-da-presenca-feminina/

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Deixe o seu comentário!

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.